Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

YANCA , OITENTA ANOS!

  O tempo  passou muito rápido,os filhos cresceram os netos vieram e eu estou muito feliz pela vida  que construí!
  Num belo almoço em família , contando as historias que já vivemos , lembrei-me de um domingo de verão que eu, minha irma e nossa vó fomos ao cemitério ver o tumulo de minha tia .
  Chegando lá ,minha irma teve a ideia de descer o morro de bicicleta.Falamos que não podia, porque o morro é muito alto !Mas você acha que ela obedeceu ?!Que nada !Subiu na bicicleta e desceu gritando:
  -Yanca, me ajuda!eu não consigo parar !.
  Eu não podia fazer nada .Sem conseguir parar a bicicleta , bateu com tudo na parede de brita ,
  Chegando no local , muito sangue no rosto e na perna ,perdeu uma unha do pé ;sem saber o que fazer  ,avistamos um homem  que por pura sorte, era um enfermeiro que ajudou muito a gente ,levando pra casa.
  Chegando em casa eu queria ligar para minha mãe ,mas vovó não deixou, pois não que ela se preocupasse. Horas se passaram .Meus pais  chegaram para nos buscar ,eles,do em vez dos meus brigarem com a menina ralada , brigaram comigo e a vovó .
  Aquele dia foi muito difícil,mas relembrando hoje,tenho saudades das loucuras de minha irmã.
               
                              
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário