Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

fim de ano

Mais um ano chega ao fim!
É tempo de fazer um balanço de tudo o que aconteceu, e agradecermos a Deus por todos os momentos que tivemos!
Feliz 2011!

natal

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Reforma Ortográfica

     
  O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou no último dia 25, em Lisboa, que o acordo ortográfico da língua portuguesa deverá estar implantado no Brasil até 2011. No início da 7.ª Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Fernando Haddad apontou o acordo como uma peça-chave da cooperação com os países africanos.
"Estamos tendo conversas informais com grupos editoriais brasileiros, sobretudo os que trabalham com livros didáticos, prevendo um prazo de dois ou três anos (para a implementação do acordo)", disse o ministro.
Segundo ele, a idéia é levar a consulta pública dentro de 30 dias a minuta do decreto presidencial sobre o acordo. "Pretendemos publicar esse decreto presidencial talvez ainda em setembro ou outubro", afirmou.
O acordo consagra mudanças relativamente pequenas. Segundo os lingüistas que prepararam o acordo - Antônio Houaiss, pelo Brasil, e João Malaca Casteleiro, de Portugal -, 0,43% das palavras no Brasil e 1,42% em Portugal passarão por mudanças.
O idioma português é o quinto mais falado do mundo, alcançando 200 milhões de pessoas. A comunidade lusófona é constituída por Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe (os cinco últimos na África) e por Macau, Timor Leste e Goa no Oriente, onde também esteve presente a colonização portuguesa.
A existência de duas ortografias oficiais da língua portuguesa, a lusitana e a brasileira, tem sido considerada como amplamente prejudicial à integração intercontinental do português e para sua importância no mundo. Tal situação remonta a 1911, ano em que foi adotada, em Portugal, a primeira grande reforma ortográfica, mas que não foi extensiva ao Brasil.
Conheça as principais alterações a implementar pela reforma ortográfica:

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Gênero Textual:Diário

O diário é um gênero textual que geralmente tem como leitor o próprio escritor. Normalmente é utilizado para anotar os acontecimentos mais marcantes do dia a dia, para ser relido as anotações posteriores e ser lembrado dos fatos muitas vezes esquecidos. Também é um instrumento de confidências de seus donos, que preferem estabelecer um diálogo com ele a trocar confidências com outras pessoas.<br />Veja o que é citado em alguns dicionários da língua portuguesa:<br />Diário (adjetivo) – 1 que se faz ou acontece todos os dias; (substantivo masculino) 2 registro pessoal ou comercial das atividades de cada dia. (HOUAISS)<br />Diário (adjetivo) 1 que se faz ou acontece todos os dias; cotidiano. (substantivo masculino) 2 relação do que se faz ou acontece diariamente. 3 livro de registro de despesas ou fatos diários. 4 jornal que se publica diariamente.<br />O que desperta, portanto, o interesse das pessoas em ter um diário é a vontade de registrar pensamentos e sentimentos, de guardar as lembranças, sejam elas boas ou más.<br />A importância de se produzir um diário além de se ter o hábito de anotar os fatos importantes de nossas vidas é de que num diário, pode nos trazer, no futuro, uma leitura interessante. Ele pode refletir momentos pessoais significativos para a avaliação de nossas experiências que, muitas vezes, podem nos incomodar, por serem tristes, preocupantes ou, nos alegrar por trazerem sentimentos felizes e de bem-estar.<br />Um diário pode ser escrito em longos ou curtos períodos e suas páginas costumam ser datadas. Ele pode ou não ser dirigido a alguém e pode ser real ou fictício (inventado), conter ou não assinatura pessoal. Por ele ser um relato pessoal, a linguagem empregada é na 1ᵃ. Pessoa, com verbos no pretérito perfeito (ex.: Ainda estamos vivas. E juntas. Por aqui é tudo tão tranquilo e tão seguro que é difícil acreditar que todo o nosso passado recente seja real).

terça-feira, 11 de outubro de 2011

LOCUÇÃO VERBAL

É  o   conjunto de duas ou mais palavras que funciona como advérbio.

Advébio

         É a  palavra que serve para  expressar a circunstância em que um acontecimento se apresenta.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

dicas do transito

     
Dicas: 
  • Posicione seus retrovisores de forma mais aberta possível para aumentar o ângulo de visão e diminuir os pontos cegos. 
  • Pneus muito cheios diminuem a aderência. Pneus mais vazios gasta-se mais gasolina, mas aumenta-se a aderência e a segurança. Os pneus devem ser calibrados conforme manual do veículo e de acordo com o peso da carga.
  • Vai viajar? Distribua o peso da bagagem na mala! melhora a estabilidade.
  • Nunca use os freios em curvas, prefira a redução ou freio motor.
  • Nunca cole atrás de outros veículos nem na cidade ou na estrada, uma parada brusca causa um engavetamento e quem bate atrás sempre está legalmente sem razão.
  • Ligue a seta bem antes de fazer a curva, na última hora de nada adianta.
  • Faróis ligados seja dia ou noite, cidade ou estrada, não disse lanternas não, são faróis mesmo, garante a visibilidade e a segurança.
  • A cada duas trocas de óleo, troque o filtro de óleo, salvo se o manual do carro diz em contrário.
  • Não espere as velas de ignição e o filtro de álcool ou gasolina entupirem e o carro enguiçar para trocá-los, são baratos, troque-os ao menos uma vez por ano.
  • Sempre tenha uma maleta de ferramentas, lanterna, pilhas, uma vela e fósforos como ferramentas de reserva na cidade ou estrada.
  • Segurança: os alarmes só fazem barulho e não oferecem tanta segurança assim, coloque uma tranca carneiro mais o alarme.
  • Evite insulfim (filme escuro) no parabrisa, a maioria dos motoristas se arrepende depois, nos outros vidros não há problema. Vantagem: conforto dos olhos, conservação do interior do veículo e também indiscutível discrição.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Mar

Mar azul
Mar azul,marco azul
Mar azul,marco azul,barco azul
Mar azul,marco azul,barco azul,arco azul
Mar azul,marco azul,barco azul,arco azul,ar azul.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Concordância

 A concordância nos permite identificar o nome (ou pronome) a que  se refere o  verbo, mesmo quando ele não vem claramente expresso na oração.

Locução verbal

   É o conjunto de dois ou mais verbos  que expressam uma única ideia: vão tocar, estão tocando,começou a tocar, tem sido tocada?

Oração

   A oração, portanto, é a frase ou parte que se  organiza em torno de um verbo.

Frase

  É um enunciado com sentido completo , por  meio do qual conseguimos estabelecer comunicação.

sábado, 6 de agosto de 2011

A princesa e o sapo

  Na sala de aula ,Matheus V. trouxe o filme ''A pricesa e o sapo'' .     Neste filme, há muita magia e animais que fala. Este filme é um conto de fadas. Eu, Yanca, recomendo que vocês assistam.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Radix

É uma palavra latina que significa raiz .Em latim, o substantivo radix era empregado tanto em sentido proprio(raiz de uma planta)como em sentido figurado.Dependendo do contexto, radix podia significar ,como raiz em português, base, fonte, fundamento, origem. 

sábado, 9 de julho de 2011

caracteristicas de contos de aventura.

  Partilham com estes o fato de serem uma narrativa curta, transmitida oralmente, e onde o herói ou heroína tem de enfrentar grandes obstáculos antes de triunfar contra o mal. Caracteristicamente envolvem algum tipo de magia, metamorfose ou encantamento, e apesar do nome, animais falantes são muito mais comuns neles do que as aventuras propriamente ditas.
 

caracteristicas de contos de fadas

Os contos de fadas são uma variação do conto popular ou fábula. Partilham com estes o fato de serem uma narrativa curta, transmitida oralmente, e onde o herói ou heroína tem de enfrentar grandes obstáculos antes de triunfar contra o mal. Caracteristicamente envolvem algum tipo de magia, metamorfose ou encantamento, e apesar do nome, animais falantes são muito mais comuns neles do que as fadas propriamente ditas. Alguns exemplos: "Rapunzel", "Branca de Neve e os Sete Anões" e "A Bela e a Fera".

  • Podem contar ou não com a presença de fadas, mas fazem uso de magia e encantamentos;
  • Seu núcleo problemático é existencial (o herói ou a heroína buscam a realização pessoal);
  • Os obstáculos ou provas constituem-se num verdadeiro ritual de iniciação para o herói ou heroína;

quarta-feira, 6 de julho de 2011

A briga dos controles remotos.

  Um dia lindo, ensolarado com céu azul,com as janelas e portas abertas para o sol entrar,Quintino,lia jornnal no banco de sua varanda;vê o vizinho da frente reclamando para o tempo,que queria um dia nublado para poder se refrescar do calor imenso que estava sentindo.Quintino fala para seu vizinho:
 -Porque não pega o seu controle remoto e muda o tempo?Assim você para de reclamar.Então,Quintino sentou no seu banco para continuar sua  leitura, mas o tempo  estava mudando,ficando tudo escuro quando o vizinho gritou:
 -Muito obrigada, meu queriido controle remoto,nós conseguimos!Quintino,então,apertou os botões no seu controle,mas nada aconteceu,foi-se para dentro de sua casa pensar no que aconteceu.  
                                   jogral           
 É a leitura de um texto organizado em grupos.Os versos são distribuidos entre os componentes do grupo de tal forma que o poema seja lido por todos e expressivamente.Os versos que  o grupo quer ressaltar podem ser lidos por mais de  um coomponentes; os outros, por um só.Alguns trechos podem ser lidos com suavidade; outros, com força buscando-seassim,,a interpretação do que se está lendo.